• Liberdade 4x4

Aventuras no Caminho do Sal




"Tenho um playground no quintal de casa", costumo dizer para meus amigos jipeiros e também para os não jipeiros que ficam curiosos sobre esse 'playground' afinal meu quintal não é tão grande assim, e só tem uma pitangueira.



Passando de noite pelo Caminho do Sal



Mas o quintal que me refiro fica há 12,5 km da minha casa, na Serra do Mar, no finalzinho do Riacho Grande, em São Bernardo do Campo/SP. Para chegar nele, pego a saída 29 da Rodovia Anchieta, no Riacho Grande, sentido Ribeirão Pires e Suzano, acessando a Rodovia Caminho do Mar (ou Estrada Velha de Santos para alguns) e sigo até o final, passando o famoso Bar da Lu até o km 39,5. Ali, tem uma estrada pra direita onde vamos até um amigo que compro fardos de feno (o Pelé) e o Rancho do Comanche. E uma estradinha à esquerda, conhecida como Estrada Municipal Mogi das Cruzes. Embora seja estrada municipal, é de terra com muitos buracos e brita! Esta estrada dá acesso ao Caminho do Sal. Então só segui-la por 6 km para chegar à entrada do Caminho do Sal.

Antes de chegar o Caminho do Sal, tem algumas "entradas" morro acima com MUUUUUITA erosão profunda, que até um tempo atrás eram abertas aos jipeiros, mas agora, possuem placas de proibida a entrada. Alguns até arriscam, mas se a polícia pega, é jipe apreendido e multa na certa. Então, melhor não arriscar.

Continuando neste caminho de mão dupla, sempre mantendo à direita, chegamos em um cruzamento com 2 caminhos. Vire à direita, seguindo placas escritas em amarelo "CS" (Caminho do Sal). Pronto. Nosso Caminho do Sal começou. A estrada ampla de mão dupla afunila para apenas um carro e a brita com buracos vira terra com lama e poças. Tudo o que nós jipeiros queremos. Devido às obras da Petrobrás para a inserção de ductos subterrâneos para oleoduto, o Caminho do Sal está MUITOOO BOM de trafegar após um ou dois dias de chuva, ou seja, é pura lama da viatura andar de lado!!!! É isso mesmo e lógico, torcemos muito pra semana ser só chuva e sábado podermos encarar uma aventura no local!


Passeando com a mamãe




Embora algumas subidas e descidas com erosão onde em 2016 e 2017 era necessário usar a tração com reduzida, atualmente (2018) foi passado trator devido às obras citadas acima e então, sobe-se tranquilamente em 4x2 sem sequer sentir a emoção. Perdeu um pouco o encanto da adrenalina, em compensação, quando chove, é possível até atolar no caminho. Várias poças grande e piscinas de lama aparecem após um temporal, a terra fica mole e escorregadia. Está feita a situação que nós jipeiros e jipeiras adoramos! Sexta à noite é dia de marcar a trilha do fim de semana no Sal.







No mês de agosto e setembro deste ano, fui 5 vezes neste trecho. Cada vez uma emoção diferente, novos amigos, várias viaturas, lindos comboios, aliados a dias de frio intenso, chuva e até uma neblina grossa em que mal víamos a viatura da frente! Outros dias, muito calor, tudo seco e um poeirão danado, com direito a banho de rio.










Durante o percurso, principalmente logo no início, há dois riachos propícios para banho. Mas vá em época de calor, pois a água é geladíssima!








Continuando o trajeto, percorremos 6,9 km da entrada do Caminho do Sal até o asfalto, na SP-122, rodovia que liga Rio Grande da Serra à Paranapiacaba. Ali, viramos à direita no asfalto, sentido Paranapiacaba e percorremos mais 4,1 km até o Monumento do Divino Redentor, já na vila inglesa de Paranapiacaba. Ali, tem um ponto de ônibus à esquerda, onde vamos cruzar a pista e atravessar os trilhos do trem. Atenção à sinaleira!


Passado os trilhos do trem, vire à direita na estrada de terra e siga por mais 5,3 km até chegar na parte baixa da Vila de Paranapiacaba. A vila é super charmosa e vale a pena tirar umas horinhas para conhecer o local e sua história.



Para conhecer a História do Caminho do Sal, clique:

https://www.liberdade4x4.com.br/single-post/2018/10/14/Caminho-do-Sal---Um-Pouco-de-Hist%C3%B3ria


Mais Fotos:




Mirante da Capivara - uma saída no Caminho do Sal


Pôr do Sol na Represa Billings após passeio do CS




























Para conhecer a História de Paranapiacaba, clique aqui: EM BREVE


5 visualizações

© 2014-2020 por Liberdade 4x4

Contato: liberdade4x4@hotmail.com / liberdade4x4@gmail.com

 Todos os Direitos Autorais Reservados. Proibida a cópia e disseminação de imagens sem autorização.